/*--Resumo do post--*/ z


Férias | A hora de descer para o Play

Arquivo pessoal
Bia com 1 ano e 3 meses
Criançada de férias, tempo ócio, energia a mil. Os pais buscam mil atividades e passeios mas nada parece esgotar a vontade de brincar.

Quem tem playground no prédio ou possui acesso a um, tem uma grande oportunidade de deixar seu pequeno extravasar a energia.

Mas até nestes espaços é necessário ter cautela e atenção. Por se tratar se áreas comuns a outros moradores, é necessários conhecer as regras do espaço e orientar seu filho da melhor maneira possível.

Além disso é importante ficar atento a alguns detalhes.

O primeiro passo a dar ao levar seu filho a um play ou outro local de convivência com outras crianças, é ensina-lo.

Sabe aquela frase: "Se não sabe brincar, não desce para o play?" Pois é exatamente isso que você e seu filho precisam ter em mente para utilizar espaços comuns.

Mostre a crianças regras básicas de boa convivência. Não empurrar, não gritar, não arrancar o brinquedo da mão do outro, não dar encontroes de propósito...
Apresente a ele quais os brinquedos são adequados a sua idade e como usa-los.

Ensine-a a esperar sua vez para usar o brinquedo que deseja.
Arquivo Pessoal
Bia com 3 anos e 6 meses
Se um 'amiguinho' tiver algum brinquedo legal, ensine seu filho a pedir e usar as palavras mágicas.

Além de preparar seu filho para se relacionar com outros serzinhos iguais a ele, você precisa ficar atenta aos perigos da brincadeira.

Aqui no meu condomínio tem uma cama elástica. Infelizmente é utilizada de forma incorreta na maioria das vezes. Não tem monitor e ás vezes entram até 6 crianças ao mesmo tempo.
De vez em quando ocorrem acidentes leves. Minha filha já se trombou em um amiguinho e cortou o nariz.

A maioria dos acidentes ocorrem nos escorregadores. A criança se desequilibra e cai para trás ou de cima do brinquedo. Quedas acima de 1,30m são as mais perigosas.

Outro acidente comum e extremamente perigoso é passar perto de balanços. A colisão com balanços em velocidade podem ser fatais quando atingem a cabeça.

No gira-gira a atenção também é necessária. A criança pode se desequilibrar pra trás ou prender as pernas nas ferragens.

Os playgrounds devem passar por manutenção freqüente. O espaço não deve ter molas, parafusos e pregos aparentes ou enferrujados, madeiras lascadas, sem impermeabilizantes ou que estejam podres, pisos de asfalto, concreto ou com pedregulhos, além de muros crespos e de beirada pontuda.
Os materiais utilizados, assim como a tinta, devem ser atóxicos.

O espaço ideal entre um brinquedo e outro é de 1,80m de distância. Esse espaço garante que não haverá acidentes de colisão entre as crianças.

Retire o capuz ou cachecol da criança. Isso evita que ela enganche a roupa e sofra estrangulamento.

A melhor forma de prevenir acidentes e manter a brincadeira tranquila é se manter perto dos seus filhos. Crianças até 12 anos devem estar em constante supervisão, mesmo nos playgrounds mais bem cuidados.
Assegure-se de que seu filho está utilizando brinquedos adequados a sua idade.
Consulte aqui as normas da ABNT para parquinhos e Playground.

Arquivo pessoal
Bia com 3 anos

Se você tem outras dicas, ou alguma experiência com playgrounds, Manda pra cá que vira post!


. . . .
Se você gostou, curta a nossa página!

Se você amou, compartilhe o post!