/*--Resumo do post--*/ z


Crianças Desaparecidas



Estatística:
Todos os anos somem 200mil pessoas no Brasil, sendo que 40 mil são crianças.

E em 2015 os números mudam: 10% a mais de desaparecidos.

Em São Paulo desapareceram 33 mil pessoas.
Somente 28 mil foram encontradas.
Somem cerca de 80 pessoas por dia na capital paulista.

Parece assunto para roteiro de filme, documentário...
Algo muito distante da nossa realidade... Mas infelizmente, não é tão distante assim.

Situações assim acontecem diariamente na maioria das cidades do nosso país.


Notícia e Polêmica:
Em São Paulo, muitas denuncias surgiram nas últimas semanas deixando os pais em pânico,
Áudios e Vídeos estão sendo espalhados na rede.

Muitos Jornais desmentem os fatos, Mas o que as autoridades falam sobre isso?

O Facebook da Policia Civil de São Paulo publicou o retrato falado de dois suspeitos de rapto de menores no Bairro Ipiranga.



Mas esse post gerou uma onda de pânico em São Paulo.
Muitas das minhas amigas passaram as ultimas semanas em casa, com medo!

Áudios atribuindo as ações ao induto de natal e a uma organização criminosa tomaram conta do whatsapp. Eu mesma recebi 12 vezes o mesmo áudio.

Porém, dia 16.12 a Segurança Pública fez nova publicação esclarecendo que não há onda de sequestros.





Porém, todo cuidado é necessário.
Existem medidas que podemos adotar como rotina, que trazem mais segurança e não custa nada.


Sabe aquele dia estressante no supermercado onde seu filho ficou brincando no corredor do lado?
Ou aquela tarde no parquinho onde você estava colocando a conversa em dia enquanto seu filho brincava com as outras crianças? São nesses momentos que as piores coisas acontecem.

O fato é que todo cuidado é pouco quando se trata de crianças e adolescentes.
O desaparecimento de crianças e adolescentes possuem vários motivos
Tráfico Humano, Adoção Ilegal, Pedofilia, Prostituição, Magia Negra entre outros...


Agora está na moda a história da criança ser arrancada do braço das mães em plena rua. O carro pára, descem dois homem que machucam a mãe e roubam a criança.
Chocante, não é? Mas também já disseram que isso não é uma onda... é um caso isolado.
(UFA! Que bom!)

Porém, o fato é que ocorrem muitos fatos isolados.
E é um absurdo isso ainda acontecer em tão larga escala no Brasil.
Na década de 80 ja se falava em trafico, venda e sequestro de crianças e bebês recém nascidos.



Seja qual for o motivo, Ter seu filho arrancado da sua vida, sem explicação, com certeza é a pior coisa do mundo para uma mãe.

Crianças vendidas, adolescentes traficadas para a prostituição... Basta um segundo de descuido...

O Maior problema é que não há um sistema eficaz de alerta no Brasil, onde todos os órgãos e cidadãos sejam informados do desaparecimento nos primeiros momentos após a denuncia.

Nos Estados Unidos, o alerta AMBER utiliza televisão, radio, jornais e outros meios eletrônicos para emitir os alertas de desaparecimento de crianças e adolescentes.

Aqui existem alguns aplicativos mas também não são integrados.


Alguns dias atrás rolou na internet imagens de uma criança sendo roubada em uma loja.
Por pouco a criança não some. O pai conseguiu alcança-las a tempo de evitar uma tragédia.

A mãe da menina, de apenas 3 anos, gravou as imagens das câmeras de segurança e divulgou a fim de buscar justiça e evitar novas tentativas de sequestro.
No mesmo dia, a mesma senhora que havia tentado roubar a menina foi flagrada tentando sequestrar uma cadeirante.

Veja os vídeos neste link

Nos estados Unidos, Joey Salads, fez um 'experimento', onde ele demonstra como é fácil seduzir uma criança. Basta ter algo atrativo nas mãos e simpatia para atrair as crianças.

Com autorização das mães, ele teve sucesso em 100% das tentativas falsas de sequestro.







Neste outro vídeo experimental, uma menininha de 10 anos diz estar perdida e pede ajuda para achar a sua mãe.

São várias as reações mostradas no vídeo. Mas o último homem que diz ajudar a menina tenta sequestra-la, mentindo que havia achado sua mãe.
A polícia foi chamada e o homem possuía um alerta por pedofilia.





Joey Salads, que tem um canal no youtube com experimentos sociais, fez outro vídeo alertando para a vulnerabilidade das crianças.

Após instalar câmeras escondidas dentro das casas, com autorização dos adultos, Joey entra com facilidade nas casas dizendo para as crianças que é um amigo das suas mães. Veja as reações.






Neste vídeo a arma é um sorvete. Veja como é fácil convencer as crianças a entrarem no caminhão.




E neste, o vilão é um pirulito...




Especialistas dizem que podemos tomar cuidado e evitar muitos casos.


Dicas:





"O maior segredo é o dialogo. 

Ensinar nossos filhos como se comportar na rua."

1. Desde cedo, ensine à criança o nome completo do pai e da mãe.
Toda criança deve saber seu endereço, telefone, nome dos pais, ou responsáveis, ou de quem vai buscá-la na escola. Caso a criança não decore, coloque sempre as informações junto ao corpo da criança em um crachá interno ou plaquinha na mochila por dentro.

2. Tire o RG (Registro de Identidade Civil) da criança o quanto antes

3. Oriente a criança a não dar informações a qualquer estranho que se aproxime nem receber doces, balas e brinquedos de desconhecidos. Fale aos filhos que não aceitem convites de estranhos para entrarem em carros, entrar em casas, terrenos ou garagens, mesmo que ofereçam doces, sorvetes, chocolates ou refrigerantes. Esse é um recurso muito usado por pedófilos, maníacos, sequestradores e tarados. Oriente-os a gritarem muito por socorro e chamarem a polícia.

4. Garanta que a criança esteja sempre acompanhada de alguém de confiança da família.
Sempre oriente seu filho a andar em grupo em qualquer trajeto e longas caminhadas.
Nunca andar sozinho em locais isolados próximos à escola.
Apresente seus filhos aos policiais do seu bairro, torne-os seus amigos e conhecidos.


5. Procurar conhecer as pessoas que convivem com seu filho.  Participar ativamente dos eventos envolvendo o seu filho, como aqueles ocorridos em escolas e aniversários.
Selecione as companhias de seus filhos e o ambiente que eles frequentam. Más companhias conduzem ao crime e às drogas. Esclareça desde a infância sobre os perigos das drogas e consequências. Muitos adolescentes somem após se envolver com drogas pesadas.

6. Quando for levar seu filho à escola, entregue-o somente ao monitor da escola na entrada. Deixe claro quais as pessoas autorizadas a buscar seu filho na escola.
Caso utilize de serviço de transporte, informe-se muito bem sobre o condutor, pegando informações com outros pais e professores da escola.

7. Andando ou estacionado, mantenha as portas e travas de carros sempre fechados.

8. Fique atento enquanto seu filho vai brincar na rua. Nunca permita que seja sem a supervisão de um adulto de confiança.

9.  Fique atento em como seus filhos utilizam computadores com acesso a internet.

10. Nas postagens não dê detalhes da sua localização, escola onde seu filho estuda ou condomínio onde mora. Cuidado com fotos de uniforme escolar. Não exponha sua família.

*Dicas do Movimento dos Direitos Humanos



Recomendações básicas para as crianças contra os sequestros 

- Evitar ir sozinho à escola. A companhia de um adulto é sempre necessária.

- Não aceite nada de desconhecidos (doces, balas, chicletes).

- Conte sempre com a ajuda de policiais ou segurança da própria escola.

- Quando estiver dentro de veículo, mantenha o pino da porta abaixado.

- Quando estiver voltando da escola, evite os ruas sem movimento.

- Não acredite em recados de estranhos como se estivessem trazendo recado de familiares.

- Caso se sinta seguido por algum estranho, entre na primeira casa habitada e peça socorro.

- Se alguém o atacar, grite, esperneie e faça muito barulho pedindo ajuda.






- Se moleques de rua o agredirem para tomarem sua mochila ou tênis, entregue o que pedem. Quando puder peça ajuda à polícia.


- Nunca aproxime-se de algum veículo quando te oferecerem carona ou pedirem alguma informação. Não dê atenção e afaste-se.


- Se estiver desacompanhado e alguém o incomodar, grite bastante para chamar a atenção, principalmente se quiserem pegar no seu corpo.


- Se você ainda não consegue guardar na memória o seu endereço ou o telefone de sua família, peça que os escrevam em um cartão e carregue-o sempre com você.


- Caso precisar de ajuda, procure um policial.




Eu decidi escrever este post para tentar alertar as centenas de mães que acompanham o blog.
Nós precisamos estar de olho focado em nossos filhos. Conhece-los e confiar neles.
Fazer com que o dialogo entre vocês seja claro para que eles também confiem em nós.

Tenho uma amiga muito, muito querida que tem um filho desaparecido.
Ele foi roubado e traficado.

Já fazem 2 anos que não temos notícias do João (foto acima).
Não sei o que eu faria no lugar dela.

Só sei que Deus tem a fortalecido e a conduzido para tomar as decisões necessárias e manter o caminho em busca do seu pequeno João Rafael


Cuide, Vigie, Ore e Oriente.
Nossos filhos não são preciosos só para nós pais.
Tem muita gente ruim de olho nos nossos pimpolhos.

E Principalmente: Cuidado ao disseminar uma notícia! 
Tenha certeza do que você posta!


FIQUE DE OLHO!